RN tem 97% dos leitos de UTI ocupados

O Rio Grande do Norte registrou na quarta-feira (26) o maior número de solicitações por um leito de UTI desde o início da pandemia. Ao todo, foram 156 pedidos encaminhados pelas unidades de saúde à Central de Regulações para pacientes que precisam desse tipo de internação.

O recorde anterior havia sido registrado no dia 15 de março, com 149 pacientes que precisavam de um leito no mesmo dia. Os dados estão no Regula RN.

De março até aqui, o número de solicitações diárias está praticamente na casa dos 100 e chegou a atingir 143 em 8 de abril e 146 em 12 de maio. Como base de comparação, no ano passado, o dia com maior solicitação foi 22 de junho, com 127.

Nos últimos dias, essa média tem subido. Desde 14 de maio, o número de solicitações está acima de 120. A média móvel, que chegou a ser de 100 no inicio de maio, atualmente é de 133.

Com 97% dos leitos de UTI ocupados no estado, de acordo com o Regula RN, esse número contribui para o crescimento da fila por um leito no estado. Atualmente, esse número é de 98 pessoas – ele chegou a ser de cerca de 30 no início do mês.

Com mais pacientes na fila, crescem também os pacientes que não resistem à doença enquanto aguardam um leito de UTI. O Estado tem 813 pessoas (até esta quinta) que morreram enquanto esperavam um leito crítico de Covid-19. O número é referente a todo período da pandemia.

Até esta quinta-feira (27), apenas maio já soma 80 vidas que foram perdidas antes mesmo de conseguirem internação num leito de UTI.

Fonte G1 RN