Resultado do exame de Covid-19 de Jair Bolsonaro é entregue ao STF

AGU antecipa à decisão do STF,  manda resultado do Covid-19 de Bolsonaro e divulga nota dizendo que “deu negativo”

Agora só vai depender do ministro Ricardo Lewandowski divulgar.

Mas já está no gabinete dele, lacrado, o resultado do exame de Covid-19 do presidente Jair Bolsonaro.

Chegou na noite de ontem, por volta das 22 horas.

Enviado pela Advocacia-Geral da União (AGU), que decidiu se antecipar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

 A Justiça Federal de São Paulo e o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) garantiram ao Estadão o direito de ter acesso aos resultados dos testes, por conta do interesse público em torno da saúde do presidente da República. 

“A Advocacia-Geral da União (AGU) informa que entregou ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski os exames realizados pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, para testar o contágio por Covid-19. Os laudos confirmam que o presidente testou negativo para a doença”, informou a AGU em nota divulgada na noite desta terça-feira.  

De acordo com um integrante do governo, o exame foi feito por Bolsonaro usando um codinome.

Depois de questionar sucessivas vezes o Palácio do Planalto e o próprio presidente sobre a divulgação do resultado do exame, o Estadão entrou com ação na Justiça na qual aponta “cerceamento à população do acesso à informação de interesse público”, que culmina na “censura à plena liberdade de informação jornalística”.

A Presidência da República se recusou a fornecer os dados via Lei de Acesso à Informação, argumentando que elas “dizem respeito à intimidade, vida privada, honra e imagem das pessoas, protegidas com restrição de acesso”.

O ESTADÃO