Qual o preço da irresponsabilidade coletiva? Professor caicoense questiona aglomerações em Caicó.

Por Prof. Thiago Costa

Quanto vale uma vida em Caicó? Vale o preço da entrada do Forró do Manhoso? Ou vale o preço da entrada do Forró do Sabugi?

Na verdade, vale o tamanho da irresponsabilidade dos organizadores desse evento, do público que pagou, da negligencia das autoridades.

Virou moda dizer que todos os protocolos da OMS serão respeitados nesses eventos quando, na verdade, nem de longe tais protocolos são cumpridos.

São centenas de pessoas aglomeradas, sem manter o distanciamento mínimo, sem usar mascara e muito menos higienizar as mãos com álcool 70.

Infelizmente, é fácil prever que os resultados dessa irresponsabilidade coletiva se tornarão visíveis nos próximos dias, haja vista que não precisa ter nenhum dom sobrenatural para prever os leitos hospitalares da nossa cidade todos lotados.

Foi pra festa? Está se sentindo ofendido com essas palavras? Está com raivinha? Pois saiba que eu estou me lixando pra sua raiva, pois me preocupo muito mais com os que adoecerão em virtude da sua irresponsabilidade e do falso conceito de liberdade que você possui.

E se por acaso você derramar lágrimas por um parente ou amigo convalescido, ou que venha a obtido nos próximos dias, saiba que você tem culpa!