Presidente da FJA fala sobre possibilidade do Castelo do Engady ser Centro Educacional de Artes

O presidente da Fundação José Augusto, Crispiniano Neto, esteve visitando o Centro Cultural Adjuto Dias e em entrevista a Rádio Rural 95 FM trouxe esperança sobre possibilidade de utilização do Castelo do Engady, que pertence ao Governo do RN, como escola de arte.

Ele destaca que o Castelo precisa de investimento relativamente alto para sua recuperação mas considera que é o ideal a ser feito, e o local pode ser um Centro Educacional de Artes do Estado, formando técnicos em arte.

“Uma coisa é certa: tem que recuperar. No momento a gente cercou, mandou limpar, e estamos fazendo um levantamento sobre o acervo. Mas é preciso ter uma decisão sobre o que irá funcionar ali. Nós estamos criando o CENA – Centro Educacional Norte-rio-grandense de Artes, que é uma escola de ensino médio, da Fundação José Augusto, pertencente a rede estadual de ensino, para formar técnicos em arte, teatro, música, dança, cinema, produção cultural. Quando consolidar o CENA em Natal, no meu entendimento devemos abrir alguns campi avançados e eu imagino Mossoró e Caicó” disse Crispiniano Neto, presidente da FJA.

Crispiniano destacou a região como referência em música instrumental e outras formas de arte.

“O Seridó é um celeiro de artes. Das 144 bandas de música que tem no Estado, quase a metade, talvez 40% seja do Seridó. Mas há música também além das bandas filarmônicas, o audiovisual também é muito forte, o movimento carnavalesco e junino”, disse ele, enumerando as possibilidades quando fala sobre capacitações que podem existir no Centro Educacional Norte-rio-grandense de Artes, de Caicó.

Fonte programa Panorama 95

Foto Polion Maia