Mercado Público de Caicó completa 103 anos neste dia 23

O Mercado Público de Caicó faz aniversário de seus 103 anos neste 23 de fevereiro. Foi inaugurado pelo Coronel Celso Dantas em 1918 e a gastronomia da região sempre foi um ponto forte do Mercado de Caicó.

Doce seco, chouriço, queijos, bolo grude, bolo de milho e bolo de leite, mel de abelha, os famosos caldos de carne, caldo de cana, e as antigas sacas de arroz/feijão/farinha, eram comercializados já em 1918. Além disso, as peças de couro, os tamboretes, as peças em palha, em especial o chapéu do homem do campo, a lamparina e outras peças de zinco e alumínio, brinquedos que marcaram época, como carrinhos de madeira e bonecas de pano, e os utensílios de casa como panelas de barro, fizeram história no Mercado, que ainda hoje é citado pela sua diversidade.

Nos seus 100 anos o Mercado Público contou com o Projeto Lugares de Charme, através do Município de Caicó, Sebrae, Associação dos Permissionários do Mercado, Eletrocenter e Tintas Hidracor. O projeto realizou um resgate da sua história nomeando as “ruas do Mercado” com nome de antigos permissionários, e expôs fotografias e dados históricos que registram memórias. O Mercado passou a

chamar-se oficialmente Mercado Público Inês Maria Silva da Fonseca, com placa oficial na fachada.

O trabalho foi idealizado pela designer social Cristiana Dantas Ribeiro, focando na identidade cultural, economia criativa, sustentabilidade, e empreendedorismo, contando com artesãos que confeccionaram peças para decoração do ambiente, artistas plásticos que contribuíram com sua arte e alunos da comunidade Frei Damião, que produziram ilustrações e poesias sobre o significado do Mercado para a cidade, também integrando o cenário do Mercado Público.

Atualmente, o Mercado de Caicó tem como uma de suas principais atrações da gastronomia, o caldo de cana com pastel quentinho, de carne, de queijo ou de frango. Mas além da culinária regional que se faz forte no primeiro andar do mercado, também encontra-se sebo com livros, discos de vinil, e outras relíquias, espaços com roupas e calçados, brinquedos variados, bolsas e outros acessórios, o tradicional bordado de Caicó, aviamentos, peças de couro e madeira, antiquário, e as recentes barracas de artesanato, que reúnem peças artísticas variadas de diversos artesãos de Caicó.

Foto Ely Campelo e @mercadoloja1918