Lula tomou primeira dose de vacina, neste sábado

O ex-presidente Lula tomou a primeira dose da vacina contra o coronavírus na manhã deste sábado (13), em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.

Lula foi vacinado por volta das 10h no posto de atendimento drive-thru instalado ao lado da prefeitura, no Paço Municipal.

Lula recebeu a primeira dose do esquema vacinal em um drive-thru em São Bernardo do Campo, cidade da Grande São Paulo que começou a vacinar hoje pessoas com 75 e 76 anos de idade —o ex-presidente tem 75.

No carro, o ex-presidente estava acompanhado do deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP), que foi ministro da Saúde no governo de Dilma Rousseff (PT).

“Se cuidem para que amanhã você não esteja chorando a perda de um ente querido”, disse o ex-presidente no vídeo transmitido em redes sociais.

Lula declarou que estaria “muito mais feliz se tivesse vacina para todo mundo”. O ex-presidente afirmou ser a favor de que governadores, prefeitos e até empresas comprem imunizantes.

Ele também falou que é preciso combater os “negacionistas, as pessoas que não acreditam na vacina e ficam falando bobagem para a sociedade”.

“Só tem um jeito de a gente se livrar do coronavírus. É a gente tomar vacina”, disse ele, lembrando também ser importante evitar aglomeração.

Para incentivar que as pessoas fiquem em casa, Lula falou sobre a responsabilidade em se proteger para proteger o outro. “Se você não gosta de você, goste de seu pai, da sua mãe, da sua tia, do seu tio, dos seus amigos. Porque, se você pegou, você vai passar para eles. Então, nem pegue e nem passe. Esse é o lema”, disse o ex-presidente.

Com informações do G1 e UOL

Foto vídeo G1