Licitação deserta para compra antecipada dos royalties, faz governo do RN mudar a estratégia para pagar salários atrasados

Os salários atrasados no RN começarão a ser pagos em maio. A decisão foi tomada após nenhuma empresa apresentar propostas na licitação para venda dos recursos devidos ao Rio Grande do Norte a título de royalties pela exploração de petróleo e gás.

O valor dos royalties dos meses de maio e junho serão usados para iniciar o pagamento, de forma cronológica, conforme acordo firmado com o Fórum dos Servidores. De acordo com o secretário de Planejamento, Aldemir Freire, alguns bancos pediram adiamento do pregão.

“Decidimos mantê-lo, por compromisso anunciado com os servidores e com outras possíveis instituições financeiras interessadas. Com esse resultado, iremos reavaliar o modelo do edital e os valores para publicação do novo pregão na primeira semana de junho”, explicou.

O secretário disse ainda titular que o Estado se programou financeiramente durante o primeiro quadrimestre do ano para usar o valor dos royalties, a partir do mês de maio, na amortização do passivo deixado pela última gestão.

“Nossa estratégia era a antecipação dos valores de maio deste ano até dezembro de 2022, um volume aproximado de R$ 400 milhões. Até o novo pregão, usaremos o valor em torno de R$ 28 milhões, de maio e junho, para quitar o décimo terceiro salário de 2017”.