Antecipar os salários de janeiro, de quem não recebeu dezembro de 2020, foi proposto na reunião da prefeitura com sindicatos em Caicó

“Hoje, se a prefeitura de Caicó quisesse tirar uma certidão negativa, teria que desembolsar R$ 9 milhões 535 mil e 905 reais de dívidas deixadas pela gestão anterior do ex-prefeito Batata”, informou o secretário de Tributação e Finanças, Salmo Batista, abrindo os inúmeros esclarecimentos feitos nesta tarde de quinta-feira, 13, aos representantes dos sindicatos Sindserv, Sindsaúde e Sindas, das categorias que ainda não receberam os salários do mês de dezembro, deixadas pela administração de Robson Araújo.

Após algumas discussões, foi sugerida uma proposta de priorizar e antecipar os salários de janeiro para servidores que não receberam dezembro. A proposta foi do vereador Veranilson Santos Pereira ( PP ) e vista com bons olhos pelos representantes dos sindicatos e da prefeitura. “É a proposta que foi possível diante do cenário. O prefeito gostou e os representantes sinalizaram positivamente para análise em assembléia” afirmou o vereador.

“Quem recebe menos, receberia primeiro”, complementou o prefeito, Dr. Tadeu. “Eu proponho a criação de uma comissão composta por membros dos sindicatos para acompanhar as contas do município”, afirmou ainda o prefeito.

“Não é a situação ideal, mas uma possibilidade, diante da péssima situação em que o município se encontra. Mas não estamos decidindo aqui, ainda será levado para a assembléia da categoria nesta sexta-feira, 15” disse Tiago Alves, do Sindserv.

Já Cosme Mariz, presidente do Sindas, disse que é lamentável que o gestor passado tenha deixado secretarias importantes com a Saúde a ver navios: “Batata deu um calote. Assumindo a prefeitura até o dia 31 de dezembro, ele tem que deixar as suas contas pagas. O calote não foi maior porque agimos e garantimos o pagamento do incentivo de final de ano dos agentes comunitários e de endemias”, declarou.

Outro ponto foi a confirmação do pagamento dos agentes de saúde que estão em atraso. O secretário Salmo Batista disse que o repasse federal para pagar a essa categoria entrou dia 31 de dezembro de 2020: “então será automaticamente repassado aos agentes de saúde. O valor da folha total é maior, mas o que já tem em conta será repassado logo”, afirmou.

Além de Salmo Batista, também participou a secretária de saúde, Evaneide Nóbrega, o procurador adjunto Danilo Maia, a Controladora Geral do Município Rayanny Rose Medeiros Santos da Silva.