A tentativa de ir morar em cidade do interior de São Paulo onde toda a população será vacinada nos próximos dias

Uma cidade no interior de São Paulo, Serrana, que fica a 315km da capital, deverá fazer parte de um estudo inédito: todos os 45 mil moradores serão vacinados, exceto grávidas e lactantes.

A vacinação em massa deverá ocorrer a partir do próximo dia 17 deste mês.

A pacata cidade teve um alto índice de casos confirmados: 2401 e 57 mortes. Isso porque Serrana é o que se pode chamar de ‘cidade-dormitório’, para cerca de 20 mil pessoas que trabalham em Ribeirão Preto.

Segundo o Instituto Butantan, Serrana foi escolhido por ter alta prevalência do vírus. Para isso a cidade foi dividida em 25 subáreas, que formarão quatro grandes grupos populacionais – denominados clusters -, cada qual identificado com uma cor distinta – verde, amarelo, azul e branco. Também não poderá tomar a vacina quem teve febre nas 72 horas anteriores. O estudo fará as comparações entre os clusters, antes e depois da vacinação.

Uma imobiliária da cidade confirma que tem recebido cerca de 50 ligações por dia de pessoas que tentam alugar imóveis na esperança de receber a vacina: “a procura é principalmente por imóveis baratos e simples. Em alguns casos, (os imóveis) não comportam o tanto de moradores que a pessoa diz que compõem a família”, relata a dona de uma imobilária.

Segundo a prefeitura, a estratégia de se mudar às pressas não vai adiantar – o Instituto Butantan já iniciou no semestre passado o cadastro de moradores e um mapeamento de Serrana.