Transplante de coração em Brunninha não deu certo e ela foi à óbito neste domingo em Recife

Dois corações não conseguiram dar a Brunninha o que todos queríamos: a vida!

Depois de uma luta travada pela vida, com a ajuda de médicos, familiares, amigos, órgãos públicos e privados, anônimos e conhecidos, a pequena Brunninha, de 7 anos de idade, não resistiu e veio à óbito no final deste dia de domingo em Recife, PE, onde foi submetida a um transplante de coração.

Brunninha sofria de cardiopatia complexa, uma malformação nas artérias que dificulta a circulação do sangue no corpo.

Após ficar durante mais de 10 dias internada em Natal e dos médicos constatarem que só um transplante poderia salvar sua vida, a menina foi transferida para Recife, PE, onde o procedimento foi feito no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira.

Ela viajou num avião da FAB para a capital pernambucana porque em Natal não é feito esse tipo de procedimento e em Pernambuco para ter o nome na lista de transplante daquele estado precisa estar lá.

Brunninha recebeu o coração de uma mulher adulta na madrugada da última quinta-feira, 4, mas não resistiu e faleceu ao final do dia deste domingo, 7 de abril.

A menina é natural da cidade de Serrinha, a 74 quilômetros de Natal. E desde que nasceu, ela era levada pelos pais para fazer tratamento na capital do estado, até que seu estado se agravou nos últimos meses havendo indicação de transplante de coração.