Sindicato é contrário ao retorno das aulas

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (Sinte) afirmou que também vai acionar a Justiça para tentar barrar a o pedido do MP. Para a entidade, há um risco muito maior de acontecerem mortes de profissionais e alunos porque os índices de transmissibilidade estão em alta no estado e no país. Além disso, pretende “demonstrar que as escolas públicas não atendem aos protocolos de biossegurança indicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) porque não foram devidamente preparadas pelas secretarias”.

Ainda de acordo com o Sinte, a proposta é manter a categoria, estudantes e seus familiares em isolamento, “evitando um maior número de circulação de pessoas nas ruas, ajudando a diminuir a transmissão do vírus”.

O sindicato ainda afirmou que, em assembleia em formato virtual, realizada no dia 31 de março, a categoria decidiu que só retomará o trabalho presencial com segurança. “Na prática, significa que somente após a vacina e a diminuição dos níveis de contágio da doença”

Fonte G1 RN