Sabugiense comenta trajetória da sua banda Forró Maria Lua, no interior de SP

Com a pandemia, a classe artística, em especial os artistas do âmbito da música, vivenciam a impossibilidade de realizar shows.

Em Campinas, no Estado de São Paulo, o percussionista sabugiense Josivaldo Morais fala sobre a trajetória de banda Forró Maria Lua, que conquistou títulos importantes no Festival Nacional de Forró de Itaúnas – FENFIT, nos anos de 2018 e 2019, mas agora, assim como outros grupos, estão restritos a lives.

A banda é formada por um trio: Josivaldo na percussão, Liz Ferraz no triângulo e na voz, e o Arturzinho do Acordeon, como sanfoneiro.

No FENFIT de 2018 e 2019, concorrendo com bandas de todo o Brasil, a banda conseguiu o 3° lugar na classificação geral, sendo que a cantora Liz Ferraz foi melhor intérprete e revelação em 2018. Em 2019, além de obter o 3° lugar, foram premiados com troféu da melhor música, com “Só no I Love You”.

” Na infância eu toquei em grupos de negros do Rosário, nas charangas, e acompanhando blocos de carnaval, em troca de ingressos do clube. Então sempre foi um sonho meu fazer parte da música profissionalmente. A banda Forró Maria Lua era um sonho meu, de ter uma banda de forró. Quando era criança a gente acordava ouvindo Luiz Gonzaga, Dominguinhos, que meu pai colocava no disco de vinil. Eu cresci conhecendo nossa música regional, que é rica e nosso repertório do Forró Maria Lua é este” diz Josivaldo Morais.

Antes da pandemia, a partir de 2018 e até início de 2020, várias oportunidades surgiram, como shows em Brasília, DF, e nos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Porém, com a pandemia, a banda passou a ter como opção as lives.

As lives surgiram como alternativa, e a banda já realizou através de empresas e também de escolas. Eventos que habitualmente eram realizados para funcionários, as empresas passaram a realizar de forma virtual, em lives com a banda.

“A situação da pandemia está muito grave aqui. A gente estava com 08 shows por mês, mas, agora fizemos lives, inclusive para firmas e também para escolas. O pessoal assiste de casa. As lives estão em redes sociais como Facebook e no YouTube, no canal Forró Maria Lua Oficial. Mas se Deus quiser vamos sair dessa pandemia e continuar nosso trabalho, de forma presencial, como antes” diz ele

A banda Forró Maria Lua, também integrou nesse mês de março, o projeto da segunda edição do Sarau Viva Nordeste, realizado através da Lei Aldir Blanc do Governo de São Paulo.

As redes sociais da banda estão sempre bem atualizadas, e todas as apresentações permanecem em evidência tanto no YouTube, no canal  Forró Maria Lua Oficial , quanto no Facebook e Instagram  @forromarialua

Além da banda Forró Maria Lua, Josivaldo trabalha há 5 anos com o cantor Altemar Dutra Jr. integrando sua banda e integra equipe do Afonso Nigro ( ex Dominó) também como percussionista.

Com 25 anos em São Paulo, Josivaldo Morais já participou de mais de 150 CD’s e 15 DVD’s de forró, sertanejo, samba, MPB e outros gêneros, e já esteve como percussionista em shows de Alceu Valença, Zeca Baleiro, Jair Rodrigues, Dado Vila Lobos, Diogo Nogueira, Jorge Aragão e outros famosos.

Quando chegou em São Paulo, inicialmente ele tocou na Banda Help, de seu irmão Josimar Morais, mas também procurou estudar música, para ter mais conhecimento na área. Ele estudou no Conservatório de Música de Tatuí, SP, na Unibanda, e também com o mestre Carlinhos Carranca – produtor do Milton Nascimento – e ainda sobre música cubana, com o mestre Fernando Ferrer.

Fotos Divulgação.