Prefeita de São João do Sabugi esclarece sobre monitoramento de sabugienses vindos da Itália e anuncia decreto com medidas para evitar Coronavírus

A pacata cidade de São João do Sabugi, com 6.193 mil habitantes ( IBGE 2019 ), está vivendo um momento de suspense e medo. Duas pessoas chegaram na cidade vindas da Itália e isso gerou um medo e um certo pânico na população.

 “O que alardeou um certo pânico em São João, foi porque chegaram duas pessoas vindas da Itália: o promotor Dr Flávio, mas já faz 14 dias e já passou o prazo do monitoramento, e o segundo caso, sexta-feira passada, um sabugiense que mora em Campina Grande e chegou no Brasil na última segunda-feira”, relata a prefeita ao blog.

Ela diz que o rapaz está na casa da mãe e está sendo monitorado desde à sexta-feira, quando chegou a São João do Sabugi. Segundo Lydice, ele está sendo monitorado diariamente pela equipe multidisciplinar da equipe Saúde da Família: “o agente fica fazendo as visitas diárias e o médico faz o monitoramento, vê se a família está com algum sintoma, se ficam em casa em isolamento, mas até agora não teve nenhum sinal de algo parecido com os sintomas relatados”, explica a prefeita.

A mãe do rapaz que está em quarentena, Auxiliadora Fernandes, é diretora da Creche Maria Nilciene e está afastada da função: “tomei essa precaução, pedi que ela ficasse em casa, justamente para evitar o contato com as crianças. Ela está sendo acompanhada e isso é para evitar qualquer risco da disseminação do Coronavírus”, adverte Lydice.

A prefeita vai publicar decreto nesta segunda-feira, 16, com o objetivo de prevenir e evitar que o Coronavírus chegue àquela cidade e se prolifere. No decreto, estão algumas medidas, como: desligar ar-condicionados e abrir portas e janelas de escolas municipais e repartições públicas; restringir eventos públicos; suspender trabalhos com grupos de idosos; suspender funcionamento da biblioteca, entre outros. Além disso, todos os funcionários do município vão trabalhar de máscara e álcool gel será distribuído em todas as repartições.

Lydice Brito informou ainda que vai orientar os segmentos privados de São João do Sabugi, inclusive passar orientações a igrejas da cidade: “tudo para evitar que esse vírus chegue a nossa cidade e se prolifere. Isso ninguém quer”, finalizou a prefeita.