Pesquisador caicoense elabora rota da cachaça potiguar

O Rio Grande do Norte tem avançado na produção de cachaças artesanais e essa produção tem ganhado destaque nacional e internacional, o que desperta para o potencial dessa produção associada ao turismo em alguns municípios, como é o caso de Caicó-RN.

A Cachaça Samanaú, por exemplo, foi considera em 2019 uma das melhores do mundo por revista dos Estados Unidos.

O turismólogo caicoense Paizito Dantas, em seu trabalho de doutorado, está desenvolvendo a Rota da Cachaça Potiguar. Ele pesquisou os principais alambiques do Rio Grande do Norte, que estão localizados em seis municípios – Caicó, Goianinha, Nísia Floresta, Canguaretama, Pureza e São José do Mipibu. Um destaque também para Ceará Mirim, pela tradição da produção de cana de açúcar.

“A proposta da Rota é que o turista saiba que o RN produz boas cachaças e tenha interesse em conhecer os alambiques e municípios. Hoje essa tradição é muito forte na Paraíba, onde existe hospedagem nos próprios alambiques e eventos temáticos sobre cachaça”, destaca Paizito.

A Acauã Viagens e Turismo já desenvolve o roteiro temático.

Foto Divulgação Fonte @caicocriativa