Número de pessoas com menos de 60 anos, em leitos de UTI de Covid, supera número de idosos, no RN

O número de pessoas com menos de 60 anos de idade internadas por Covid-19 em leitos de UTI superou a quantidade de idosos no sistema pela primeira vez, no Rio Grande do Norte, desde maio de 2020.

Neste domingo (7), a rede pública contava 291 pessoas internadas com coronavírus no Estado. Desse total, 149 (51,20%) tinham menos de 60 anos de idade e outros 142 (48,8%) eram idosos.
O número representa uma mudança no perfil das pessoas que estão precisando de UTI no estado.

A última vez em que o número de mais jovens internados foi maior ocorreu ainda no início da pandemia, em maio de 2020, de acordo com dados do Regula RN. Na ocasião, o estado tinha pouco mais de 100 pessoas internadas Desde então, a maior parte das UTIs eram ocupadas por idosos.

Para se ter uma ideia, em 29 de julho, 75% das pessoas internadas tinham mais de 60 anos. Apesar de haver diferenças menores entre os dois públicos, ao longo do tempo, os idosos seguiam sendo maioria entre os internados até agora.

Para o diretor do Hospital Giselda Trigueiro e membro do comitê científico do estado, André Prudente, a principal explicação para a mudança é que os jovens foram o grupo que mais se expôs nas aglomerações dos últimos meses, passando por eleições, festas de fim de ano e, principalmente, carnaval.

Ele cita a vacinação dos idosos como um dos fatores que colaboram para isso.

“Há um percentual – ainda pequeno, é verdade – de idosos vacinados. Mas, como os jovens se expuseram mais, adoeceram mais, consequentemente, aumentou o número de internados”, disse o diretor André Prudente.

Em relatório publicado no fim de semana, pesquisadores da UFRN apontaram que a região metropolitana de Natal se tornou o epicentro da epidemia no Rio Grande do Norte, principalmente após o carnaval.

Para tentar conter a alta de casos, internações e óbitos, o governo determinou toque de recolher das 20h às 6h nos dias de semana e de 24 horas aos domingos. No primeiro fim de semana de vigência do decreto, a taxa de isolamento social chegou a 55,4% no estado e foi a maior no país.

Nesta segunda (8), segundo o portal Regula RN, 82 pessoas estavam na fila por um leito de UTI na rede pública. A rede privada, segundo o boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), está com 100% de ocupação dos leitos de UTI.

O Rio Grande do Norte registrou até o último domingo (7) 172.283 casos confirmados de Covid-19 e 3.734 mortes pela doença.

Fonte G1 RN Foto ilustrativa