Igreja e templos continuam podendo receber fiéis, desde que respeitem as recomendações sanitárias, diz novo decreto do governo do RN

Uma das preocupações dos líderes espirituais das mais diversas religiões que atuam no estado do Rio Grande do Norte, era saber se, no novo decreto, que passa a valer no próximo sábaro, 17, seus estabelecimentos poderiam continuar recebendo fiéis.
Abertura das igrejas, templos, espaços religiosos de matriz africana, centros espíritas, lojas maçônicas e estabelecimentos similares, inclusive para atividades de natureza coletiva, respeitadas as recomendações da autoridade sanitária, segue autorizada.