Encceja inicia inscrições para quem não conseguiu concluir seus estudos em idade apropriada

Foram iniciadas as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). Desta terça-feira, 21, até o dia 31 de maio, os interessados em participar devem se cadastrar, de forma gratuita, no site do Encceja (www.enccejanacional.inep.gov.br). As provas acontecem no dia 25 de agosto.

O exame é destinado a jovens e adultos que não conseguiram concluir seus estudos na idade apropriada para cada nível do ensino e que visam obter certificação de conclusão do ensino fundamental, que exige, no mínimo, 15 anos; e do ensino médio, que requer 18 anos completos até o dia de aplicação da prova.

No Rio Grande do Norte terão seis polos para realização da prova. São eles: Natal, Parnamirim, Caicó, João Câmara, Pau dos Ferros e Mossoró. bv

Os resultados obtidos na avaliação permitem a emissão da Certificação de Conclusão de Ensino Fundamental ou do Ensino Médio, para o participante que consegui a nota mínima exigida nas quatro provas objetivas e na redação, e a declaração parcial de proficiência, para o candidato que conseguir a nota mínima exigida em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas elas. bv

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) oferece o material gratuito para o ensino fundamental e para o ensino médio no site, e disponibiliza as provas do ano anterior para o estudante ter uma base, além de orientações aos professores que atuam na preparação de estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O exame é composto por quatro avaliações objetivas, com 30 questões cada, e redação. Serão consideradas habilitadas a receber o certificado as pessoas que atingirem o mínimo de 100 (cem) pontos em cada um dos testes (a pontuação máxima é de 200 pontos) e obtiverem nota igual ou superior a 5,0 (cinco) pontos na prova de redação (com nota máxima de 10).

O INEP aplica e corrige as provas do Encceja, mas quem emite o certificado de conclusão ou declaração parcial de proficiência são as secretarias estaduais e os institutos federais de educação parceiros do INEP. No ato da inscrição, o candidato escolhe em qual instituição será mais fácil solicitar o certificado ou declaração após a liberação dos resultados. Esse ano, é a primeira vez que o edital do exame tem uma versão em Língua Brasileira de Sinais (Libras), possibilitando a inclusão para pessoas com deficiências. 

Fonte: Assecom RN