Dr. Tadeu é quem aplica primeira vacina em enfermeira, filha da primeira pessoa que morreu de Covid-19 em Caicó

Às 18h desta terça-feira (19), a enfermeira Gabriela Macedo foi a primeira caicoense a receber a vacina contra o novo coronavírus, em ato realizado em frente ao Hospital Regional Telecila Freitas Fontes.

 

O prefeito Dr. Tadeu, que é médico e atuou no início da pandemia na linha de frente da referida unidade de saúde, foi quem aplicou o imunizante em Gabriela, inclusive, ela foi escolhida pois sua mãe, Maria das Graças Bezerra, “Gracinha da Unicat”, como era conhecida, foi a primeira pessoa que morreu com Covid-19, em Caicó.

 

“Nossa equipe escolheu o Hospital Regional para fazer a primeira dose da vacina, porque aqui foi, e é, o grande centro de tratamento de Covid-19 da região Seridó. Outro motivo é a profissional de saúde que também atua aqui, ela que teve sua mãe morta por causa dessa doença terrível, sendo ela a primeira vítima em Caicó, então, esse é um momento simbólico e de esperança para a população”, disse.

 

A enfermeira, Gabriela Macedo, disse que “estava muito feliz e emocionada, pois, depois de tantas mortes, tantas perdas, agora, chegou a esperança. Minha mãe faleceu logo no início da pandemia e não teve a oportunidade de alcançar a vacina, mas, com certeza, ela está feliz por termos conseguido”, relata. Ela aproveitou para pedir à população que acredite na vacina. “Imunização é sempre bem-vinda. Eu digo que tomem a vacina, porque, por mais que se pegue futuramente a Covid, não vai ter chance de chegar a casos graves”.

 

O diretor do Hospital Regional do Seridó, Caio Dantas, falou sobre esperança de dias melhores, com vitória sobre o Covid-19. “A vacina, é uma possibilidade de vencer essa guerra que estamos travando há tanto tempo. Esse é um momento que representa esperança acima de tudo. Com esse ato simbólico a gente apenas deu um primeiro passo rumo a vitória”, comentou.

 

A partir desta quarta-feira (20), equipes da Secretaria de Saúde de Caicó, estarão percorrendo as unidades de saúde e abrigos para fazer a imunização dos profissionais de saúde. Ao todo, serão aplicadas 750 doses da CoronaVac.