AstraZeneca afirma que, em até 9 meses, tem vacina contra as novas variantes da Covid 19

A AstraZeneca afirmou nesta quinta-feira (11) que pode levar entre seis e nove meses para produzir vacinas que sejam efetivas contra as novas variantes da Covid 19. Apesar disso, o presidente-executivo da farmacêutica Pascal Soriot afirmou que a vacina “não é perfeita”, mas salvará vidas. A declaração foi dada durante a apresentação dos resultados financeiros da empresa ao mercado

Em colaboração com a Universidade de Oxford, a AstraZeneca está focada na adaptação da C19VAZ , nome dado à vacina, a novas cepas da doença, se necessário, e espera reduzir o tempo necessário para atingir a produção em escala para entre seis e nove meses, utilizando dados clínicos existentes e otimizando sua cadeia de suprimentos estabelecida”, disse a empresa ao divulgar seus resultados financeiros de 2020.

Na quarta-feira (10), ao recomendar o uso da vacina da AstraZeneca a adultos de todas as idades, um painel de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que o imunizante deve ser usado em todas as regiões do mundo, inclusive onde há a predominância de novas cepas do vírus.

O presidente-executivo da farmacêutica Pascal Soriot disse que a vacina contra Covid-19 não é perfeita, mas terá um grande impacto na pandemia, e a empresa prometeu dobrar os suprimentos e chegar a mais de 200 milhões de doses por mês até abril.

“Salvaremos milhares de vidas, e é por isso que vamos ao trabalho todos os dias. Dentro de um ano ou dois, olharemos para trás e todos perceberão que causamos um grande impacto”, disse Soriot.

Fonte G1

Foto Gustavo Mansur/Divulgação