Após ser adiado quatro vezes, júri popular de acusados de planejar a morte do radialista F.Gomes deverá acontecer nesta segunda-feira

O ex-pastor Gilson Neudo Soares do Amaral e o comerciante Lailson Lopes, o ‘Gordo da Rodoviária’, deverão ser levados a júri popular nesta segunda-feira, 15 de abril de 2019.

Será no Fórum Desembargador Miguel Seabra Fagundes, em Natal.

Os réus são acusados de planejar a morte do radialista Francisco Gomes de Medeiros, F.Gomes, assassinado a tiros em 18 de outubro de 2010, em Caicó.

Este mesmo júri deveria ter acontecido no dia 27 de março último, mas Lailson Lopes se recusou a ser defendido pela Defensoria Pública e a juíza Eliana Alves Marinho puniu o comerciante dando voz de prisão preventiva, entendendo que o mesmo estava tentando tumultuar o processo. Ele saiu algemado e foi conduzido ao sistema carcerário. O ex-pastor Gilson Neudo, que aguarda o julgamento preso, neste dia voltou para o sistema prisional.

Em julho de 2017, Laison dispensou o seu advogado e ficou sem defesa, tendo a juíza, à época, que remarcar o julgamento que, de novo não aconteceu.   

Em contato com o blog, um familiar de F.Gomes disse que o sofrimento para a família do radialista se arrasta por quase dez anos: “esperamos que a justiça seja feita agora”, afirmou.